sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Donazica

"Segure-se, mar de rosas não tem a ver com essa praia
Escute, essa canção não é de ninar, é de viver, é de amar"

Foto: Vanessa Komatsu



Às vezes, o que desenhamos, é o momento em que vivemos
De traços, de pedaços, de riscos
Rabiscos que não se apaga a memória do que se foi
Do que sem querer acontece, escapa da firmeza da mão
que erramos na força ao calcar no papel a tinta, a cor.