sexta-feira, 21 de outubro de 2011

decolar

as vezes me sinto tão terra querendo ser ar...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

o que conta a mina (o que a contamina)

o que nos contamina
no dia a dia
na simples sensação de estar vivo
na ligação dos pés com a terra
e estar vivo!

esse fato
que puxam outros
de ter que respirar, comer, falar, ouvir, ver, sentir...

o que nossos pés nos traz de bom..
e de ruim..
o que e como absorvemos tais energias
talvez do planeta, não sei..
da Mãe-Terra.. da doente Mãe-Terra

a doença que nos passa pro corpo..

o que vem de cima também já está meio ácido
fica difícil equilibrar assim..

e assim prosseguimos..

na tentativa.. e algumas conquistas..
nos contaminando... de coisas boas e outras nem tanto assim..

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

moça prendada..

se prende na gaiola das boas idéias

deixa lá fora todas as outras.. possíveis.

mas distantes pela grade que como lentes
tingem o mundo de dentro da gaiola de cores outras
inibidoras de quaisquer má idéia possível...

má idéia que foge do que pode ser normal
normal do mundo dos que pensam demais..
dos que lidam mais com objetos sem vida
do que com quem tem gestos, sentimentos e calor pra dar..

dentro da gaiola..

a moça prendada.

cheia de atributos que servem para as boas idéias

conceitos bons que só valem praquele universo de dentro da gaiola.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

espera perfeita

quando ele já não esperava mais...

ela apareceu..

delicada e singela..

com o riso estampado no rosto..
aquele olhar pro chão, pra ele, pro chão, pra ele..

as mãos inquietas mas com movimentos leves de quem não quer assustar
e assim ele foi cativado..

quando já não esperava mais... por ela.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

distração..

engraçado como que quando sabemos o nosso próprio remédio-anestesia
nos envenenamos aos poucos para amenizar um problema que ainda não está pronto para ser resolvido..

seja ele de qual instância ou intensidade for..

seja uma fuga sono, fuga seriados, fuga sair com os amigos e não voltar para o real que nos leve a tomada de consciência que nos faria resolver o problema por não mais aguentar pensar nele..

engraçado... coisas que dizemos que são engraçadas geralmente não causam risos..

domingo, 9 de outubro de 2011

sambasonics

"Vai melancolia vai vai
eu quero alegria vem vem vem
dentro do meu coração" Boogie Woogie na favela

sábado, 8 de outubro de 2011

Lain

eu queria ser como a Lain.. i'm almost there...

cheia de fios de computador, carregador, internet, fios do modem, do aspirador, das extensões.. esticados.. e eu no meio, me lembra MUITO uma das cenas que mais me chocaram em Lain...

acho que estou quase lá... se é que já não cheguei lá

eu queria ser ela porque achava ela bonita.. mas era só..

agora.. ela não sabia mais se era um programa ou uma pessoa, ou eu nunca soube.. ou ela é um programa.. para não virar um acho que preciso continuar a questionar!






sexta-feira, 7 de outubro de 2011

quando tudo acaba

Ele a vira as costas...

Passos pesados, distantes, cada vez mais...

Embora.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

auto encontro

as vezes é preciso voltar para se encontrar

pequenas felicidades..

para universitários...

comprar um escorredor de macarrão baratinho que vai fazer vc não perder nem UM FIOZINHO de macarrão ["my precious" hehe] e vai comer o macarrão mais cedo porque demora mais pra tirar a água da fervura.

comprar uma jarra baratinha de suco pra poder tomar muito suco de saquinho nos dias quentes e não ocupar o de espremer laranja e medidor.

alguns detalhes domésticos contemporâneos.. fazem diferença! porque o corre-corre é grande e a grana é curta.

silenciador

minha dor cala o mundo.

engraçado observar essa reação, é meio que geral.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

necessidade..

i need you,

mundo da lua
dos papéis vários
do grafite dos macios
das tintas diluídas e puras
do contraste
do brilho que a luz do entardecer faz pintar as coisas..

se derramando na minha retina.. como tinta sobre a tela..

sábado, 1 de outubro de 2011

é...

porque tem dias que o calor é tanto que dá vontade de dormir na geladeira, viver numa piscina, andar com uma ducha ambulante, só comer comidas geladas e leves [saladas e sorvetes!], etc e tal...